Agência de MarketingCriatividadePlanejamento de MarketingReceitas previsíveis

Oportunidades que surgem nas crises – o que podemos aprender agora

Por 18 de março de 2020 Nenhum Comentário.
Crise do Covid-19: o que podemos aprender

Decretado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde, o coronavírus Covid-19, é uma oportunidade para governos, empresas e sociedade repensarem a forma como se organizam e se comunicam, aprendendo a trilhar caminhos alternativos.

Agora, manter as pessoas em casa é o mais indicado, e isso traz consequências e necessidades de alterações na sociedade. O que podemos aprender com elas?

Eu venho falando sempre sobre a necessidade de estarmos abertos a reaprender todo dia.

Mas, nesse caso, o que vai fazer a diferença é adotarmos bons e velhos hábitos. O que sabemos até agora sobre essa pandemia é que as medidas básicas de higiene, como lavar as mãos, usar lenços descartáveis, espirrar cobrindo a boca com o cotovelo, além do isolamento (evitar aglomerações e, se possível, ficar em casa) é o que vai fazer toda diferença.

Do ponto de vista da saúde, essas medidas são exemplos práticos do que pode conter a crise do coronavírus. Mas, no que tange a economia, o cenário futuro ainda é bastante nebuloso. De fato, muitos setores já estão sendo prejudicados. A redução de comércio exterior, fechamento de fronteiras, suspensão de voos, cancelamento de eventos, etc influenciam diretamente no funcionamento econômico dos países. Numa economia globalizada, é impossível imaginar a vida sem o contato com outros lugares e pessoas.

Apesar de sério e inevitável o impacto na economia, é possível adotar medidas que reduzam os danos e ajudam a gerenciar os riscos operacionais. Continue a leitura e saiba mais sobre o que fazer em relação à gestão e adaptação das empresas neste momento de crise, que ninguém sabe ao certo quanto tempo vai durar.

O que fazer neste cenário de pandemia?

Nesse ponto, a tecnologia é uma aliada para passarmos por essa crise. Conheça algumas alternativas que podem ser oportunidades para gerenciar os riscos.

Saiba o que fazer:

1. Comunicação

Esteja preparado e saiba comunicar corretamente todas as informações necessárias para a saúde de seus funcionários, terceiros, parceiros e clientes. Existem diversas ferramentas de comunicação e mesmo aplicativos de gestão de crise que podem ser baixados e utilizados por toda a empresa, permitindo uma reação rápida e comunicação instantânea.

O que se deve evitar a qualquer custo é mudar radicalmente sua estratégia – mantenha seu negócio no rumo e comunique-se corretamente, evitando pânico e, principalmente, ações descoordenadas.

É importante criar comunicações padrões e um comunicado geral de posicionamento da sua empresa. Além disso, monitore suas redes sociais.

2. Gestão de pessoas

Grande parte das empresas está pedindo para seus funcionários ficarem em casa, trabalhando em regime home office. Ao mesmo tempo, essa prática vem associada a uma maior preocupação dos gestores com a falta de controle sobre produtividade. Mas existem inúmeras ferramentas para coordenação de comunicação entre equipes.

A Cisco, por exemplo, disponibilizou um sistema de call gratuitamente para até 100 pessoas enquanto durar a crise. Existem inúmeras ferramentas de gestão de tempo de trabalho remoto e apontamento de horas trabalhadas.

3. Atendimento a clientes

Como todos os processos críticos da sua empresa, o atendimento a clientes não pode parar. Seus clientes têm que continuar a ser atendidos e, nesse sentido, os canais remotos são a melhor opção. Por isso, pense em investir em algumas alternativas, como:

  • Chats e bots para atendimento
  • Contrate operadores remotos para um possível aumento de demanda
  • Melhore a usabilidade e o FAQ do seu autoatendimento no site
  • Crie mensagens pré-aprovadas e scripts que facilitem o trabalho tanto dos atendentes como ajudem o cliente a buscar sua solução sozinho.

4. Vendas

Como em todo o processo que exige interação, suas vendas também sofrem impacto pela impossibilidade de estar frente a frente para o cliente. Como diz um artigo da Gartner sobre continuidade de negócios em tempos de pandemia, ao pensar em terceirizar parte do seu processo, o setor de vendas também pode contar com ajuda externa.

Ter uma equipe remota trabalhando seus leads e fazendo um trabalho de pré-vendas pode ser uma alternativa para você não precisar tirar seu time de campo e pode deixar seu vendedor focado nas questões mais prioritárias. Utilizar ferramentas de CRM ajudam no processo de integrar diferentes equipes falando com o mesmo cliente, sem risco de perder informações importantes ou um bom negócio.

Pense que, assim como você está numa situação difícil, seu cliente também está e seu produto pode ajudá-lo.

Similarmente a utilizar um terceiro para contribuir com seu processo de vendas, pense em ferramentas de digitalização do processo de contratação para acelerar seu processo e garantir que suas atividades principais continuam funcionando.

5. Operação e TI

Neste momento, revisite a forma de se produzir e gerenciar os processos críticos na sua empresa para definir o que é mais importante e deve ser prioridade da gestão. Repense o que pode ser feito remotamente, como automatizar sua produção e utilizar ferramentas de gestão remota.

Daqui para frente, muito deve ser feito por governos, empresas e sociedade para conter o avanço da doença e a retomada da vida normal. Mas, tenhamos em mente que toda crise é uma oportunidade de revermos como encaramos as dificuldades, nos posicionamos em relação à nossa comunidade e como podemos criar hábitos mais saudáveis.

Nesse momento, o melhor a fazer é seguir os cuidados básicos de higiene e evitar as aglomerações. Ainda não sabemos quanto tempo esse confinamento irá durar, mas, esperamos que em breve tenhamos passado por esse desafio.

Empresas e sociedade sairão mais fortes dessa crise.