Tendências na área de marketing para o ano novo.

2019 foi um ano muito desafiador. Todo mundo tem uma história para contar.

Mas também foi um ano de muitas oportunidades e, principalmente desenvolver novas experiências.

Criar, pivotar, aprender, colaborar, transformar foram as palavras deste ano.

Se esse foi o ano da transformação, o que podemos esperar para o próximo? Veja 06 tendências.

6 tendências de marketing para 2020


1) Menos caos e mais colaboração

Como bem colocou Gil Giardelli durante a sua palestra Economia da inteligência artificial – a era dos intangíveis:

“Estamos nos tempos do pós-normal. Repleto de Contradições, Complexidade e Caos. E caminhamos para transformar esses três C´s em Colaboração, Conectividade e Criação”.

Gil Giardelli

A colaboração e a conectividade unem-se para proporcionar criações ainda mais inovadoras. Na próxima década, daremos um passo a mais na conexão entre dados e pessoas – dos dados para os insights, dos insights para a criação.

Criatividade será o mais importante skill do futuro
Transformar a informação e o conhecimento de forma criativa será um dos mais importantes skills do futuro.

As empresas que fomentam essas características afloram a capacidade criativa dos colaboradores. Dados são apenas dados se não geram insights.

Portanto, apesar da velocidade das máquinas, a criatividade humana não será substituída, ela deve ser modificada.

2) Uso inteligente da tecnologia – mais oportunidades de criarmos

A quarta revolução industrial está tornando acessível tecnologias como impressão 3D, sistemas de reconhecimento facial, modelos preditivos mais eficientes. Se por um lado, há o receio do fim dos empregos e da substituição do humano, existem faculdades humanas que ainda serão imprescindíveis, como citei no primeiro tópico que você acabou de ler. 

Vamos nos voltar para a estratégia, pensar nas pessoas, trazer conforto a elas.

Como disse Youval Harari:

“O que devo estudar hoje que será relevante para o mercado de trabalho em vinte e trinta anos? Eu acho que a filosofia é uma das melhores apostas talvez.”

Youval Harari

Em marketing, a experiência do consumidor com sua marca estará em alta.

3) Atenção aos Soft skills

Quais são as habilidades pessoais que você tem? Empatia, inteligência emocional, equilíbrio, foco?

As habilidades humanas serão cada vez mais valorizadas. Uma análise recente realizada pela Udemy demonstrou que se o investimento em treinamento para essas habilidades pudesse dobrar, o número de empregos sob risco da automação cairia de 10% para 4%.

Os skill técnicos ainda são importantes, mas as pessoas terão cada vez mais acesso a cursos e aulas. Muito conteúdo está disponível na rede e, alguma parte (não necessariamente a melhor), será gratuita. Por isso, cada vez mais os soft skills serão valorizados como os diferenciais.

Segundo a Forbes, as habilidades que estão no topo entre as mais requisitadas pelo mercado de trabalho neste cenário são: 

  1. Gerenciamento de conflitos
  2. Gerenciamento de tempo
  3. Gerenciamento de estresse
  4. Habilidades de comunicação

4) Equilíbrio entre desempenho e emoção

O publicitário tradicional que desperdiçava metade do orçamento de marketing e nem ao certo sabia qual metade era desperdiçada acabou. O ROI hoje tem que ser medido em todas as etapas do processo de marketing. Mas a obsessão pelos números pode ser catastrófica para as marcas.

Estamos retornando a um tempo de equilíbrio entre investimento na marca e desempenho.

Comentei neste artigo sobre como a Adidas está mudando sua forma de fazer marketing, investindo em campanhas que buscam resgatar a emoção, sem perder o foco na conversão.

O truque? Coloque o cliente no centro do processo – o Customer Experience será a próxima tendência do marketing. Hoje, o consumidor é muito mais crítico tem muito mais conhecimento. Seu processo de compra não é linear, e ele tem o poder de pesquisar em diversas fontes de informação. Isso significa que ele irá buscar outras formas de satisfazer seus desejos e necessidades se não puder contar com uma boa experiência em sua empresa.

Saiba mais sobre Customer Experience aqui.

5) Capacidade de (re)aprendizado

Em tempos onde a transformação é o novo normal precisamos ter a capacidade de desaprender – no sentido de desapegar ao que era sabido – e reaprender para abrir frentes para novos aprendizados. Diariamente.

A flexibilidade cognitiva, sem preconceitos e com abertura para a capacidade de aprender, desaprender e reaprender é uma habilidade pessoal imprescindível nos próximos anos. Estar aberto a novas ideias é fundamental para uma adaptação saudável e natural.

Profissionais de marketing precisarão se reinventar com base nas necessidades do marketing do futuro. Confira 8 habilidades desse novo profissional.

6) Ética e Empatia

Por fim, a tecnologia reproduzirá o viés humano que a programar.

A necessidade de construir uma comunicação empática, que entenda as necessidades e dê voz aos diferentes grupos, será uma demanda dos consumidores. Estes saberão diferenciar as marcas que realmente “walk the talk” daquelas que simplesmente falam que são representativas da boca para fora.

Todos os desafios apresentam oportunidades de crescimento. Esse foi um ano de muitas transformações e aprendizados, principalmente para retomar o aspecto humano na tecnologia e nos negócios.


Ficamos por aqui nesse ano. Agradecemos a parceria e aprendizado com nossos colegas e clientes.

Em 2020 vamos nos encontrar novamente para buscar melhores resultados usando nosso capital intelectual e o melhor da tecnologia.